Serenata ao Luar
Música: Sandro Rosa
Letra: Miguel Almeida


Ó bela amada vem à noite à janela
Vem para ouvires os Tunídeos a cantar

És tão bonita
És a luz nos nossos olhos
És o brilho do meu canto
Que esta noite nos conduz

És a mais linda das estrelas neste céu
Olha que a lua quer-te um dia ver de véu

São como estrelas
São poetas a cantar
Que à noite ao luar
Vêm ver o rosto dela

Ó minha amada os teus olhos nos meus olhos
São uma espada que trespassa o meu peito

És tão bonita
És a luz nos nossos olhos
É o teu brilho de oiro
Que esta noite nos conduz

São como estrelas
São poetas a cantar
que à noite ao luar
Vêm ver o rosto dela