Cidade de Ponta Delgada

Música: João Gregório, José Carlos Ferreira, Moreira, Sérgio Ávila
Letra: Adelaide Gomes, João Gregório, José Carlos Ferreira, Sérgio Ávila

  

Nestas portas entrei
E à Matriz fui rezar
Na marginal passei
À Mãe de Deus fui cantar

Fazes promessas
Ao Santo Cristo Senhor
Estendem-se as capas
P’rá passagem do andor

No azul da noite
Andam boémios à deriva
De violas na mão
Cantando esta cantiga

Refrão
Longe de ti não sei viver
Minha pacata cidade
Onde aprendi a crescer
Também a sentir saudade

Dos amores que eu vivi
Nesta vida amargurada
Nenhum se compara a ti
Ó doce Ponta Delgada